Tag: remédios

Prisão de Ventre no bebê #Dica29

O intestino do Vi assim como todo resto é o oposto a Gi, enquanto o Vi fica dias sem cagar.. Gizoca era uma patinha que fazia até 7 vezes por dia na mesma fase!

Assim que saí da maternidade, o Vi estava com intestino funcionando muito bem, porém com 15 dias começou a “preguiça”.

Primeiro ele ficou 3 dias sem evacuar e conseguiu sozinho, depois ele ficou 5 dias (quando comecei a ficar meio desesperada!) e a pediatra disse: “Até 7 dias para quem mama no peito!”. Aguardei (com muita dó) e então ela receitou óleo mineral 2,5ml para ingestão! Esperamos mais 1 dia e então saiu o/ ufa!

Depois disso achei que voltaria a funcionar normalmente, mas ficou novamente 5 dias sem.

Surge então minha amiga Silene (que passou o mesmo com a bebê dela de hoje 2 anos) e disse: “usa supositório, o resultado é imediato!”.

Sem questionar a pediatra (apenas com informações adicionais do google e outras mães), comprei e literalmente PA-PUM, em menos de 1 minuto lá estava toda merda hehehe

E assim, segui colocando o supositório nele a cada 2 dias que não fazia cocô.

Chegou o dia da consulta com a pediatra e claro, ela proibiu… disse que se ele acostumar a usar, o intestino sempre irá pedir.

Aconteceu que essa semana ele estava já a 5 dias sem defecar, dei os 2,5ml do óleo mineral e nada… coloquei o supositório e pronto! Cagou e ficou rindo a toa.

Em alguns momentos, nós mães, precisamos decidir também com nosso coração e instinto, foi o que eu fiz e continuarei fazendo até que o intestino dele se normalize.

Existem muitos mitos e preconceitos em relação ao uso de supositório… mas não vejo o menor problema (até porque as vezes sou obrigada a usar também!).

O supositório é próprio para uso infantil, é feito de glicerina (óleo), portanto, não machuca o bebê!

Há vários tipos na farmácia, adequado para cada idade, comprei da marca Granado por indicação da minha amiga.

 

Funchicórea #Dica28

Eita que esse “remedinho” merece um post especial!

Apesar de vários alardes sobre o tal produto, continua sendo comercializado (desde os tempos mais primórdios hehehe) e o mais legal é fitoterápico, ou seja, é naturebão!

Eis que minha amiga Audrey (que hoje o filho tem 11 anos!) me viu em apuros com o Vi em casa, em meio a tanto choro e sugeriu a tal Funchicórea.. hãn? Funchi o quê? hehehe

Descobri que muitas das minhas amigas mães já usaram e adoram o produto!

Pois é, apesar do nome bizarro (que é a mistura do que vai no conteúdo) o tal pózinho é realmente calmante para o bebê.

Cada 0,15g contêm:

Extrato mole de chicórea (folhas) 1,2000 mg
Ruibarbo em pó (raiz) 19,5000 mg
Essência de funcho (flores) 0,0005 ml
Excipientes q.s.p. 0,15 g
(Sacarina, Carbono de Magnésio)  


No quesito aliviar cólicas, acho bem devagar, mas quando o bebê está com aquela baita dor, se contorcendo, ele acalma super e então consigo massagear a barriga dele!

Sobre dar cházinho: não dou chá, porque não acredito que chá alivie cólicas ou gases!

 

*Como eu uso: o dia inteirinho (quando começam as dores), juntamente com o Luftal de 6h em 6h. Passo a chupeta do Vi no pózinho e pronto! Além disso, faço muitaaaa massagem na barriga dele, várias vezes por dia!!!

Segunda gestação, primeiros cuidados!

No dia seguinte a grande descoberta, comprei o ácido fólico e o materna!

O ideal é tomar o ácido fólico junto com alimentos como suco de laranja que ajudam a absorver o ferro e evitar ingerir com alimentos como leite, iogurte, que diminuem essa absorção.

O materna é um complemento vitamínico, porém é um comprimido gigante e pra mim, impossível de ingerir. Por isso, quebro o comprimido e tomo em 2 etapas! rsrs

Marquei consulta com meu médico obstetra “G.O.” e já peguei as guias para início dos exames: urina, hemograma completo e o ultrassom transvaginal.

Como disse no post anterior, tudo certo com os exames, baby confirmado para ABRIL 2017 😀

Sinto muito sono o dia todo, as vezes fico indisposta, então sempre que dá tiro um cochilo a tarde e tento dormir cedo!

Apesar de bem diferente da primeira gestação, ainda estou com enjoos e azias, então para driblar o mau estar tomo Dramin para os enjoos e o Mylanta Plus para a azia (super funciona pra mim! *Consulte sempre um médico antes de tomar qualquer remédio!). Como frutas e bebo agua de coco que me dá menos enjoo.

 

Repelente para bebês #Dica25

Mãerinheiras, esse calorão já é difícil para os babys ainda junta esses pernilongos!!!!!

A pediatra da Gi havia passado o repelente loção Johnson baby anti-mosquito, meio oleoso, bastante cheiroso! Mas, agora que ela esta com 1 ano e meio, resolvi usar o meu repelente (que também é infantil!), muito cheiroso, não deixa a pele grudenta o Off Kids embalagem roxinha.

As vezes, esqueço de passar esse Kids e como carrego o Off Family na bolsa, acabo usando ele também!

Outra dica bacana é o Raid liquido de tomada. Uso desde a gestação, ele na verdade não mata como os aerossóis e também não tem o cheiro forte (o que é muito bom!). Eu deixo ele 24horas na tomada! Durante o dia deixo as janelas abertas e por voltas 16h quando começa a tarde e a bichara entrar em casa, eu fecho tudo.

 

Raid Liquido Eletrico 45 noites

Raid de tomada

off family off repelente

Resfriado que virou broncopneumonia

Baita susto que tomamos no mês de julho!

Com essas mudanças de tempo em São Paulo (incluindo o interior onde moramos), é quase impossível não ter um resfriado.

A Gi estava uma verdadeira campeã em resfriados, sai de um, entrava em outro =/

Então em julho, ela pegou um resfriadinho chatinho após a Roséola, dei o remédio Decongex Plus (que a pediatra já havia receitado) e fiz inalação com soro. Ela estava muito bem, tomou o remédio por 5 dias conforme orientação da médica e mantive apenas o soro.

Passados 2 dias a Gi começou com uma tosse bem seca (parecia estar engasgada), esperei para ver se ainda era o fim do resfriado e então ela começou a tossir o dia todo.

Corri para o PS, a pediatra examinou e pediu um raio-x do tórax. Aparentemente esta bem, mas correndo o risco de agravar e virar a tal “broncopneumonia”.

A pediatra receitou o Filinar G gel, Predsim e inalação 4 vezes ao dia com Berotec e Atrovent por 5 dias.

Graças a Deus a Gi não teve febre, nem perda de apetite, mas é a pior sensação do mundo ver o seu filho doente e não poder fazer isso passar logo.

Segui com a medicação por 3 dias e ela pediu retorno no PS para outro raio-x.

Resultado: piora no quadro! A Gi estava com inicio de broncopneumonia!

Fomos atendidas por outra médica que receitou o antibiótico Amoxicilina por 8 dias e continuar com os outros medicamentos ate completar o prazo.

Iniciamos a amoxicilina, mantive os remédios, a inalação e tentei também os chás de guaco e erva cidreira. A Gi não gosta muito de chá, mas tomou um pouco. Comprei o chá sem ser o de saquinho, o matinho mesmo, então eu fazia o chá e depois colocava o matinho dentro da banheira da Gi e dava banho nela (e o vapor do banho fazia ela inalar o chá também).

Dei meia colher de chá de mel para Gi, as vezes puro, as vezes com a banana, e as vezes no chá (e mantive até depois dela sarar).

Bom, esse foi um baita susto, mas ela melhorou dentro de 3 dias tomando o antibiótico e até agora não teve mais, até porque, 3 dias após o antibiótico, corri pra natação com a Gi e isso foi excelente para sua saúde… super indico!!!

Tratamento odontológico na fase de amamentação #Dica 20

Antes de engravidar da Gi, estava fazendo um longo tratamento odonto. Com a gestação, tive que parar o tratamento e esperar.

Agora, depois de longos 9 meses de gestação + 9 meses da Gi, voltei para ver a atual situação dos meus dentes.

Ganhei uma carie nova e quando o Dr. Wagner (meu dentista) começou a obturação descobriu que a carie era na verdade um canal. E para quem não sabe, o tratamento de canal é MEGA dolorido e a anestesia só pega bem se a gengiva não estiver inflamada (e a minha estava!). Resultado, tive que primeiro tomar um antiflamatório (o que não é indicado na fase de amamentação, pois o medicamento pode ser excretado pelo leite ou até secar o leite!).

O Dr. Wagner receitou o Celebra (que eu sempre tomei), relemos a bula e fizemos o teste, já que a Gi só mama a noite e na madrugada, a ingestão seria menor. Tomei 1 comprimido a cada 12h por 4 dias e não houve qualquer alteração no leite ou mudança no comportamento da Gi, portanto, conclui o tratamento sem complicações.

Mas, isso não quer dizer que funcione com todas as mulheres e seus respectivos babys, este medicamento só deve ser usado com prescrição, nada de ter dor de dente e sair tomando por conta hein!!!

Drograria da Gi #Dica 14

Achei interessante compartilhar com as futuras marinheiras o que tem na caixinha de remédios da Gi, mas é importante ressaltar que vocês não auto-mediquem os babys!!! É extramente perigoso e o tipo de remédio varia de organismo para organismo, alguns babys desenvolvem alergia, outros não tem peso ou maturidade para tomar remédios ainda, portanto consulte o pediatra e veja se você pode ter esses remédios em casa para emergências!!!!

Logo que a Gi passou na primeira consulta do pediatra (o antigo pediatra!), ele já foi liberando alguns remédios que eu já até comentei em outros posts. O tal Flagass, para os problemas de gases (remédio RUIM!), Salsep 360º (único acerto!) e a vitamina Vitawin. E após a tentativa frustrada do flagass, suspendi a vitamina também.

 

A caixinha de remédios da Gi tem:

– Luftal para ajudar a eliminar os gases e as cólicas

– Tylenol bebê: para dores e febre (só usei quando tomou as vacinas)

– Decongex Plus que a Gi tomou com 6 meses quando teve a primeira gripe (é super perigoso dar esse remédio sem consultar o médico, a dosagem varia de acordo com o peso e com a idade do baby!)

– Salsep 360º também para a gripe (esse eu uso sempre que o narizinho da GI parece estar entupindo, é só um sorinho fraquinho, próprio para babys – mesmo assim consulte o pediatra!)

– A pomada de assaduras Oxido de zinco + nistatina (é a genérica do Dermodex tratamento) que a Gi usa a 3x por dia sempre

– Cutisanol Gel para brotoejas (as brotoejas apareceram quando a Gi estava com 2 meses, ela era bem gordinha e fez muito calor na época)

 

Além dos remédios, tem o aspirador nasal (super funciona quando os babys estão com o nariz entupido, a Gi não gosta, mas ajuda ela a respirar melhor), soro fisiologico (para fazer inalação e ajudar a limpar o catarro) e o repelente Johson Baby que é próprio para pele de babys menores de 2 anos.

Por enquanto esses estão sendo os salvadores da patria, carrego para todo canto.

Consulte o pediatra do seu baby e veja se pode dar esses remédios quando necessário.

 

Vacinas #Dica 13

De partir o coração, mas extremamente importante!

Sempre sofro quando preciso levar a Gi para tomar vacina, portanto, deixo para o papys dela a função de entrar na sala de vacinação.

A primeira vacina foi dada assim que ela nasceu contra a Hepatite B, eu só soube que ela havia tomado depois de já terem aplicado (achei meio absurdo não me avisarem que seria aplicado uma vacina, mas teria que tomar de qualquer jeito mesmo).

A segunda vacina foi no dia seguinte, a famosa por ter deixar a marquinha no braço para sempre! A Gi chorou pouco, mas logo dormiu.

Essa vacina é a BCG (contra a tuberculose), ela se caracteriza por formar uma bolhinha de pus e depois quando seca deixa uma marquinha para sempre (braço direito). Segui as orientações médica de lavar normalmente, não mexer, não passar pomada, não abafar, não dar remédio e assim ela apareceu após 40 dias da aplicação, estourou sozinha durante um banho e cicatrizou em 1 semana, sem febre, sem dor, sem qualquer reação extra.

A primeira vacinação no posto são aplicadas a Pentavalente brasileira (DTP + Hib + hepatite B), Pólio inativada, Rotavírus e Pneumocócica conjugada, ou seja, para mim é uma sessão de tortura!

Eu sempre levo a Gi cedinho, logo no primeiro horario do postinho, porque se a ela tiver alguma reação dá para levar no PS e também para no fim do dia ela dormir tranquila.

Então levamos ela, mas o papys dela entrou na sala e segurou ela. Recomendaram a compressa com água temperatura ambiente no dia da aplicação e morna no dia seguinte, avisaram da possiblidade de ter febre.

A Gi chorou só na hora da aplicação, provavelmente pelo susto e por estar sendo segurada (ela não gosta e a maioria dos babys também não!). Ela dormiu até em casa, mamou, dormiu mais um tempão. Senti que depois de umas 3 horas a perninha dela tava bem quente, ai fiz a compressa (só que eu umedeci uma toalhinha da Gi e deixei por 1 minuto no congelador, então eu tirei, dobrei no meio para não ficar super gelada e coloquei na coxinha dela. Ela resmungou, mas depois ela acostumou, fiz umas 4 compressas durante o dia por 2 minutos). Já umas 17h eu dei o banho nela e percebi que ela tava ainda meio quentinha, então para ela dormir sem dor e sem febre, eu dei Tylenol Bebê. Excelente! A Gi dormiu tranquila, não teve nenhuma outra reação, no dia seguinte estava otima.

No 3º mês vem a outra vacina Meningococo C conjugada. Muito tranquila, apenas uma picada e pronto. Sem reação! Fiz a compressa só para garantir que o líquido espalhasse mais rápido e pronto.

Já no 4º mês, sessão tortura de novo!!! É a reaplicação das vacinas do 2º mês: Pentavalente brasileira (DTP + Hib + hepatite B), Pólio inativada, Rotavírus e Pneumocócica conjugada. E dessa vez a Gi teve febre, ficou toda dengosa, com dor na perninha e até com hematoma. Dei tylenol bebê, fiz compressa e ainda sim ela ficou ruinzinha no dia da aplicação e no dia seguinte (além do hematoma por 1 semana!). Perguntei para pediatra da Gi se era normal ficar roxo e duro o local da aplicação, ela me disse que foi a mão “pesada” da enfermeira. Fiquei super brava, claro!

No 5º mês é a repetição do 3º mês: Meningococo C conjugada. Cheguei no posto e não vi a enfermeira mão pesada, mas vi a enfermeira que aplicou a 1ª vacina na Gi, pedi para que ela aplicasse. A Gi não teve reação, nadica de nada! Nem precisou tomar tylenol.

Então veio a repetição da vacina do 2º e do 4º mês, pois é, sessão tortura de novo! E adivinha quem estava lá para aplicar? Sim, Sra. Mão Pesada! Gentilmente, eu conversei com a senhora que estava na recepção do posto e perguntei se a outra enfermeira não estava lá naquele dia, mas infelizmente não. A tal senhora do posto me questionou e eu logo respondi: “a minha filha teve reação quando trouxe ela no 4º mês para aplicar a vacinae ficou roxa a perninha. Perguntei para pediatra e ela disse que a enfermeira tinha a mão pesada!”, a enfermeira ficou com uma cara não muito boa e viu o nome da enfermeira que tinha aplicado (a mesma que estava lá para reaplicar!), ela tentou me convencer que era uma reação normal e que minha pediatra estava culpando elas como sempre.

Sei que a tal Sra. Mão Pesada sabia que era ela e desta vez aplicou de forma correta! A reação normal nessa vacina é ter um pouco de febre e o baby ficar meio dengoso. A Gi ficou assim só no dia da aplicação e pronto, nada de perninha roxa ou durinha. Ou seja, a enfermeira tinha feito coisa errada na primeira aplicação SIM! (vaca!)

Agora a Gi esta com as vacinas em dia (Graças a Deus) e a próxima é só com 1 aninho!

Resumindo a dica, leve o baby no postinho cedo, faça a compressa ligeiramente geladinha no primeiro dia (varias vezes ao dia), se tiver febre (pergunte para o pediatra se pode) dê o Tylenol Bebê (não é o tylenol comum!!!), bastante carinho e mama para acalmar.

Aguentaaaaa coração!!!!

Azia e Ânsia na gestação #Dica 10

Oh fase! Comigo aconteceu no primeiro trimestre e foi melhorando ao longo da gestação (mas só acabou depois do parto!).

Acordava bem e logo que a fome aparecia, a ânsia vinha também. Minha mãe, marinheira de duas viagens sugeriu que eu tomasse suco de limão sem açúcar (eu tomei o suco, mas com bastante açúcar!) e realmente funcionava. Tomava uns 3 por dia, sempre quando dava ânsia e durante as refeições.

Mas, algumas vezes nem o limão dava conta e ainda tinha a  companhia da azia! E ai não tinha outra opção de cura a não ser remédio, tomava logo 2 colheradas bem caprichadas de Mylanta Plus (eu confesso que nem perguntei para o médico se podia, li a bula, perguntei para minha mãe se ela havia tomado também e parti pro abraço ou para a golada!). Santo Mylanta Plus, tomei de dia, de noite, de madrugada, Mylanta Plus é vida!!!!!

Como comentei em outro post, tiveram duas ocasiões em que eu não consegui segurar a ânsia e logo veio o “ugo”. Para resolver esse problema que aconteceu no 2º mês de gestação, apelei para outro remédio, o Dramin (também sem orientação médica, mas é melhor perguntar para o GO, cada pessoa é de um jeito, portanto, não faça como eu e vá procurar um GO!) . Dramin, famoso pelo seu poder de apagar qualquer um, ele me ajudou 100% a não vomitar tudo o que comia e ainda me deu um soninho dos anjos!

Não gosto da ideia de tomar remédios, principalmente durante a gravidez, mas foi inevitável, ou eu tomava, ou vomitava toda comida e ficaria doente junto com a Gi.

Se esta tendo problemas com azia e ânsia, evite alimentos gorduros, fritura, chocolate (sim, só por um mês), leite e coisas do gênero, procure se alimentar da melhor forma possível. Quando eu tinha esses episódios de mal estar, sempre pensa que era a Gi reclamando do que eu estava comendo “Nossa mãe, quanta porcaria! Para com isso ou vou colocar tudo para fora!” e era bem assim mesmo!

Outra coisa que me deixava extremamente enjoada era ter que tomar a vitamina que o médico passou. Eu até tentei tomar, mas sempre ficava pior o enjoo, portanto, resolvi não tomar e senti que melhorei. As vitaminas não fizeram falta durante a gestação, mas todas as pessoas (TODAS) acharam um absurdo eu não tomar, a Gi nasceu ótima e eu fiquei ótima a gestação toda (principalmente depois de parar com as vitaminas!).

Eu também dava uma volta na rua quando estava mal, parece que melhora mesmo, ar novo, ambiente aberto, ver outras coisas, super indico uma caminhadinha durante o dia e o fim da tarde!

Não tive problemas com perfumes ou pessoas (menos ainda com meu bichinho de estimação), mas tive problemas com comidas (e cheiro das comidas!), então, se possível, peça para outra pessoa preparar seu almoço durante esse mês mais chatinho. Pedi para minha avó e a minha mãe, elas cozinharam e eu tive um pouco de mordomia e paz com as ânsias.

A sensação é que essa fase terrível nunca iria passar, que eu iria emagrecer até sumir, mas ela passou, perdi 3kg no começo da gestação por conta disso, mas recuperei no mês seguinte e engordei 15kg na gestação, então, relaxa!!!

O que aprendi na gestação é NUNCA coma e depois tire um cochilo!E NUNCA coma um pote de batatinha curtida, você não vai curtir depois!

© 2018 marinheira gabi

Theme by Anders NorenUp ↑