Nham Nham Nham!!!

Não via a hora desse momento chegar, mesmo sabendo que teria mais trabalho pela frente.

Iniciei por volta dos 4 meses e meio os novos alimentos como suco de laranja lima, pois a Gi tinha o intestino meio preguiçoso. Ela não gostou de nenhum bico de mamadeira e eu até achei bom, portanto dava o suco de colherada! Comecei com meia laranja e nunca passou disso na verdade.

Depois, enquanto eu comia qualquer coisa, a Gi ficava olhando com seus big olhos e eu não resistia e deixava ela experimentar algumas coisas como: lamber goiaba, banana, batata, maçã e algumas outras frutas para ela também começar a conhecer novos sabores.

Esperei até ela completar exatos 5 meses e comecei a dar frutinhas raspadinhas. A primeira foi a banana maçã (sugestão da pediatra, que não gostou muito de eu acelerar o processo de dar outros alimentos além do mama). A Gi experimentou e não gostou, tentei a pêra (pra mim, impossivel de se raspar e obter um caldinho, por isso usava o mixer e agora amasso com garfo!), também tentei o mamão já que ele solta o intestino, porém não obtive sucesso, a Gi ficou o dia sem defecar e no dia seguinte “cagou pro mundo” e podre!!!!

Na outra semana, já achei que era hora de tentar as famosas papinhas (nada industrializado!). Fiz uma rápida pesquisa na internet para não fazer algo errado, mas fui em uma fonte muito experiente… minha mamys!!! Ela disse que eu e minha irmã comíamos papinha sem carne, pouco sal e bem caldinho, me passou algumas misturas de legumes e verduras que combinam, e eu parti pro ataque!

Primeira papinha da Gi: batata, brócolis, cenoura, um pingo de azeite e meia colher de sal (colher que eu uso para dar papinha que é minúscula). Sucesso total! Gi comeu quase tudo.

Segunda papinha: mandioquinha, espinafre, abobrinha, um pingo de azeite e meia colherzinha de sal. Ela até comeu, mas deixou bastante.

Terceira papinha: batata, beterraba e brócolis, um pingo de azeite e a meia colherzinha de sal. Ela comeu umas 3 colheradas, ficou super irritada e eu mega frustrada!

Tivemos um consulta de rotina com a pediatra e ela me passou mais um monte de verduras e legumes que pode usar nas papinhas e disse que a partir daquele momento teria que ser rigorosa com o horario da papinha (ou ela come, ou ela come!), pude iniciar a carne vermelha e o frango (que eu na verdade não coloco em todas papinhas, porque acho pesado e cheio de hormônios). OK! Passei no sacolão e comprei mais coisinhas.

Minha rotina teve essa alteração, então passei a dar mama por volta das 10h / 11h e então quando a Gi reclama de “fome” eu já dou a papinha.

Uma dica da minha mãe valiosa é de a papinha e na sequencia dê o mama, para que o baby continue mamando e não resolva desmamar de uma vez. Então eu dou papinha, passa uns 10 minutos dou mama (e a Gi mama como se nem tivesse comido 100ml de papinha!), dou uma frutinha por volta das 16h, dou um banho nela e quando da 17h já dou mama de novo.

As papinhas não tem segredo para fazer, inclusive é mais fácil do que todos dizem.

Coloco +- 3 copos de agua (+-600ml) em uma panela, coloco tudo na panela os legumes, hortaliças e verduras bem picados (para cozinhar mais rápido e absorver bastante água), deixo +-10 minutos, escorro parte da água e bato só um pouquinho no liquidificador (o suficiente para eu conseguir amassar mais facilmente depois no pratinho), adiciono 4 gotinhas de azeite e meia colherzinha de sal. Experimento para ver se não esta quente ou com gosto forte de algum item e pronto!

O mix de legumes e verduras tem que variar todos os dias, então eu faço assim, os tuberculos: um dia batata (1 unidade), segundo dia mandioquinha (1 ou 2 depende do tamanho), terceiro dia inhame (2 unidades), depois repito. As verduras a mesma coisa: um dia espinafre (8 folhinhas), segundo dia escarola (3 folhas), terceiro dia couve (2 folhas), depois repito. Os legumes: um dia abobrinha (meia unidade), segundo dia chuchu (meia unidade), terceiro dia cenoura (meia unidade), depois repito. A beterraba (1/4 da unidade) ter o gosto mais forte, eu coloco esporadicamente na papinha de batata com chuchu. E assim vou variando, as vezes compro couve-flor (coloco 3 cabeçinhas), brócolis (coloco 3 cabeçinhas) e até coloco uma colher de fubá (outra dica da minha mamys). Feijão pra Gi nem pensar!!!

A Gi demorou umas 4 papinhas para aprender que era hora de comer papinha, então eu tive que insistir, fazer graçinhas, e persistir para ela abrir a boca. Portanto marinheiras, a dica é seja paciente e estabeleça uma rotina!!!

Quanto as frutinhas, já percebi que a Gi ama banana NANICA (ouvi várias historias, lendas e bizarrisse “fulano morreu de comer banana nanica”, “bebê não pode comer banana nanica porque é indigesta!”… besteira!!!!) a banana nanica é a mais docinha e eu ainda coloco uma colherzinha de farinha lactea (nestle) e uma colherzinha de mel, a Gi come tudo e depois mama!!! Outra frutinha que tem a maior lenda é a Perâ (lenda dos gases e de prender o intestino), a Gi come e tudo funciona normalmente, ela ama! A maçã eu confesso que não gosto de dar, primeiro porque acho impossivel raspar e segundo ela realmente prende o intestino). O mamão eu voltei a dar e aparentemente não teve nenhuma reação. A Gi não gosta de manga (nem eu!). E amou a uva roxinha, é trabalhoso dar porque tem que tirar a casca e as sementes, não se preocupe eles engolem de uma vez e não engasgam.